Preço do Instrumento trombone

O romantismo consagrou o trombone

O trombone existe há mais de 600 anos. O projeto original do trombone veio de um instrumento inglês antigo chamado cítara. A palavra cítara provavelmente veio das palavras “saquer” em francês, que significa, para puxar, ou “Bouter”, que significa, para empurrar. No início, haviam quatro tipos diferentes de trombones m. Houve um soprano, um contralto, um tenor e um baixo. Hoje, a orquestra sinfônica geralmente tem dois tenor e um trombone baixo.

O trombone não fazia parte dos instrumentos usados em orquestras porque os compositores acreditavam que trombones só deveriam ser usados para se tocar músicas solenes. Até então, os instrumentos de cobre a bocal tinham sua gama de sons limitada aos sons harmônicos de um som fundamental, que dependia do comprimento total do instrumento. Por isso, a princípio, trocava-se de instrumento de acordo com a tonalidade da música a ser tocada. Posteriormente, foi desenvolvido um sistema de módulos com encaixes, que permitiam aumentar ou diminuir o tamanho do instrumento, alterando seu som fundamental.

No início do século 19 os trombones tinham válvulas como outros instrumentos de sopro. Mas este estilo não durou muito. O mecanismo foi logo bem substituído pelo mesmo Riedl por cilindros ou válvulas rotatórias acionadas por através de alavancas com muito pouca diferença do mecanismo que se aplica hoje em dia.

O trombone que conhecemos hoje, de vara tenor em sib, é usado em diversos países, como o preferido em bandas de jazz, sinfônicas e filarmônicas.

A trombone tem sete posições. Para fazer diferentes sons, o musico precisa alterar a forma do lábio ao soprar. Quando ele aperta ou afrouxa os lábios, faz mudar o som do trombone.

trombone 1

trombone 2

trombone 3

trombone 4 trombone 5 trombone 6




One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *